Buscar
  • Escola Lua Nova

Acolhimento, cuidado e formação marcam início do ano na Lua Nova

Começar o ano cuidando de quem cuida das crianças. Dialogar e oferecer oportunidade para reflexão e alinhamento em relação ao Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola. Esses foram alguns dos estímulos que levaram a Escola Lua Nova a reunir professores e estagiários nos dias 28 e 29 de janeiro (2019), às vésperas do início das aulas. No primeiro dia, palestra com Marcelo Faria (Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS), geógrafo, atuante na formação de professores, cuja dissertação de mestrado abordou o tema da palestra: Educação e Contemporaneidade. No segundo, um acolhimento a professores e estagiários, que puderam conhecer ou (re) conhecer os princípios da Escola.


Palestra


O primeiro dia começou com um café da manhã e um bate papo mediado pelo professor Marcelo Faria, que falou sobre o mal estar existente hoje na sociedade, provocado pelo descompasso entre os tempos da vida e da aprendizagem. O professor também falou dos desafios impostos à Educação, entre eles a necessidade de transformação, de abertura às mudanças para tornar-se atraente para as crianças, reconhecendo-as como sujeitos ativos na construção do conhecimento. Para a Lua Nova, uma escola que trabalha com foco no desenvolvimento do sujeito, para inserção da criança na sociedade, educar para a formação do 'ser' e para a vida pública é o grande desafio. Não sabemos quais serão as profissões do futuro, mas sabemos a importância das relações humanas para uma boa troca e inserção no mundo”, disse Walkyria Rodamilans, diretora pedagógica da Lua Nova.


Para ela, a formação continuada de professores é de grande importância para uma educação de qualidade. E no que se refere à temática escolhida para a primeira formação de 2019, que discutiu a função da escola e inserção da criança na vida pública, o objetivo foi alinhar e fortalecer a equipe pedagógica em relação ao Projeto da Lua Nova. “Esses momentos de formação são importantes para fortalecer e consolidar, cada vez mais, o que a gente quer transmitir às crianças, além de preparar a equipe para a abertura de espaço para as famílias no cotidiano da Escola, possibilitando a reflexão sobre a função desse ambiente na vida da criança. A saída da criança para um espaço fora do espaço privado é um aprendizado da vida pública, mediados por outros, que não sejam os pais, ou responsáveis, promovendo um distanciamento maior”, disse a diretora. A Lua Nova realiza, ao longo de todo o ano, formações continuadas de professores individuais, em dupla, em grupo, ou convidando pessoas de fora para promover uma reflexão.


Para a professora Fabiana Dantas, que assume as turmas do turno integral da Lua Nova, o encontro com o professor Marcelo Faria foi muito proveitoso. “Temas importantes para o presente e o futuro da Escola foram tocados de forma leve e corajosa. Ele provocou, com o tema da Educação na contemporaneidade, com as crises, os dramas, os desafios, mas também falamos sobre esperanças, coletividade e especialmente sobre autenticidade, coragem e autoria. Em 2019, a fala de Marcelo será, por mim, retomada inúmeras vezes, pois já compreendo como um farol para as nossas reflexões e posicionamentos", disse a professora.


Fabiana aposta na autenticidade para afirmação dos valores que são a marca da Lua Nova. "É o desafio de ser autêntico que mobiliza a aposta em um trabalho capaz de fazer frente ao fluxo construído por constantes forças econômicas que atropelam as diferenças, engolem a solidariedade e ignoram o respeito”, ressalta. Ela, que já foi professora da Lua Nova alguns anos atrás, agora retorna também como mãe de aluno.


Acolhimento


No segundo dia, a equipe vivenciou um momento de fortalecimento de vínculos e alinhamento dos princípios da Escola. "A conversa foi muito boa e possibilitou, mais uma vez, a consolidação dos princípios da Lua Nova, fomentando clareza do que a gente pretende com esse Projeto, que é a inserção da criança na vida pública, sem perder de vista a aprendizagem de uma postura de estudante necessária para construir conhecimentos, assim como o cuidado no que tange a aprendizagem da vida coletiva. Precisamos tecer relações mais humanizadas", disse Walkyria Rodamilans.


Na ocasião, integrantes da equipe deram seus depoimentos sobre suas expectativas em relação ao que significa uma vivência numa escola, e as mudanças que tiveram que realizar ao perceberem a proposta da Lua Nova de promover relações mais acolhedoras e humanas com e entre os alunos, e no processo de aprendizagem. Alguns dos estagiários que compartilharam suas impressões foram, inclusive, ex alunos da Escola, como Cauã Liberato e Juliana de Carvalho.


"A Lua significou e tem significado muitas coisas na minha vida. Hoje, ex-aluno, irmão de aluno e estagiário, tenho aprendido muito com cada etapa, cada papel, cada função. Há mais de 10 anos a Lua Nova me ensina a ser em conjunto, a trabalhar em equipe, a desenvolver laços afetivos, acreditar e caminhar com o próximo. Como estagiário venho aprendendo, na prática, sobre a educação na perspectiva construtivista, e isso tem me acrescentado habilidades que, com certeza, farão muita diferença no meu projeto profissional", disse Cauã, que saiu da Lua como aluno em 2008, começou a estagiar em 2018 e está cursando Licenciatura de História na UFBA.


Juliana também começou seu estágio em 2018 e cursa Psicologia na UFBA. "A Lua Nova contribuiu significativamente para a minha formação subjetiva, a partir da minha experiência como aluna. Retornar a esse lugar através da vivência do estágio tem representado uma mudança de perspectiva absurdamente enriquecedora, na qual os saberes gestados por crianças e adultos se retroalimentam cotidianamente. Aprendo a cada dia com as crianças, assim como, contribuo para a formação delas a partir da minha trajetória. Posso dizer que a Lua marcou não apenas a minha infância, mas também a construção da minha adultez e o início de minha vida profissional”, disse.


É nesse clima que a equipe da Lua Nova recebe os alunos em 2019. Com muito diálogo e alinhamento de objetivos e princípios, numa manhã com muitos sorrisos e abraços.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo