Linha do Tempo

Década de 80

 

O Brasil vive um momento de mobilização popular pela abertura política com a eleição, mesmo de forma indireta, de Tancredo Neves. Neste contexto de renovação e esperança, a educação começa a ser revista e revisitada. Nasce o sonho de uma escola renovada com o surgimento de iniciativas que questionam a perspectiva de uma escola tecnicista e que propõe a formação do ser:

  • O artesanato em oposição à padronização

  • Multiplicidade do diálogo

  • Aposta na diversidade: valorização do indivíduo e do coletivo.

 

1984

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma equipe formada por 6 mulheres insatisfeitas com a proposta pedagógica da época se reúne para refletir os processos de ensino aprendizagem. Estas reuniões sistemáticas dão origem ao Centro de Estudos.

 

 

1985

 

 

 

Nasce a Escola Lua Nova e Centro de Estudos, que inicia sua história oferecendo à comunidade a Educação Infantil, além do Centro de Estudos. A Escola já inicia sua história utilizando projetos interdisciplinares no seu processo de aprendizagem.

 

O Centro de Estudos dá continuidade a seus trabalhos e neste ano inova com a primeira edição do Curso de Formação de Professores.

 

1988

O então presidente da Câmara dos Deputados, Ulysses Guimarães declara, em 27 de julho, a entrada em vigor da nova Constituição Federal – apropriadamente batizada de Constituição Cidadã, por ser construída com a participação da sociedade, num momento em que o Brasil se torna um país recém-saído da ditadura militar.

A principal marca da Constituição Cidadã é a garantia dos direitos sociais a partir de reivindicações pela busca de condições dignas de vida: direito à educação, saúde, alimentação, trabalho, lazer, segurança, moradia, dentre outros (artigo 6º). Tais direitos constituem-se como um avanço para a sociedade, porém esbarram em diversas dificuldades para sua efetivação, contando com importantes iniciativas da sociedade civil organizada e de grupos privados que apostam em propostas inovadoras na área da Educação, coerentes com o sonho de uma sociedade mais justa e igualitária.

Neste mesmo ano a Lua Nova deixa sua primeira sede no Rio Vermelho e passa a funcionar no Morro do Ipiranga.

 

 

 

Década de 90

A década de 90 é marcada pelo confisco da poupança - Plano Collor, pelo movimento dos caras pintadas e pelo impeachment do então presidente da República. Assume o vice, Itamar Franco que implanta o Plano Real.

A Educação é invadida pelo financiamento do Banco Mundial e, movida pela crescente globalização, valoriza, ainda mais, a Educação técnica, pragmática, totalmente voltada para o mercado de trabalho.

 

 

 

 

 

 

 

 

1991 - A Lua Nova muda de sede mais uma vez, vai para a rua Marquês de Caravelas, na Barra, e implementa o Ensino Fundamental.

 

 

 

1995 - O Centro de Estudos da Lua Nova inicia o Ciclo de Palestras e propõe reflexões e discussões sobre o lugar que a sociedade oferece às crianças no mundo de hoje.

1998

 

A Lua Nova enfrenta, mais uma vez, uma mudança de sede com adaptação de casa à realidade escolar e chega à Pituba, sua atual morada. O trabalho com projetos interdisciplinares se fortalece.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2006

A Lua Nova comemora 21 anos de existência e faz uma retrospectiva de sua história. Convida ex-alunos, então adultos para contar sua trajetória na Lua. Em uma celebração no teatro Jorge Amado, a Escola convida o professor Marcelo Faria para ministrar a palestra: Desafios e perspectivas para a educação contemporânea.

  • Educar para o mercado de trabalho? Não sabemos o que é o mercado de trabalho hoje, Imagine daqui a alguns anos?

  • Educar para formar cidadãos? Como a escola pode qualificar para ser cidadão se ela é apenas uma das instituições sociais? Ela pode contribuir com dimensões políticas, dimensões éticas, mas não formar, pois a cidadania não é um conjunto de saberes a serem cobrados em uma prova.

  • Educar para a felicidade? A felicidade não é uma formação técnica que dá conta de um problema.

 

“Uma das funções da escola é trabalhar para apresentar o mundo, apresentar o sentido das coisas de forma a permitir o reconhecimento e a identidade. (...) A escola é um trabalho coletivo que desenvolve saberes, relações humanas (lida com conflitos) e valores. A aprendizagem consiste em uma relação permanente com o mundo.

A educação é, também, onde decidimos se amamos nossas crianças o bastante para não expulsá-las de nosso mundo e abandoná-las a seus próprios recursos e tão pouco arrancar de suas mãos a oportunidade de aprender alguma coisa nova e imprevista para nós, preparando-se em vez disso com antecedência para a tarefa de renovar um mundo comum”.

Hannah Arendt

2010/2012

2010 - 25 anos da Lua Nova

2012 - A Lua entra para as redes sociais e começa a mostrar o trabalho das crianças, resultado dos projetos pedagógicos no facebook.

 

www.facebook.com/EscolaLuaNova

2013

Lua Nova lança novo site e moderniza a sua comunicação.

SEJAM BEM VINDOS!

 

Na voz de quem viveu e vive a Lua Nova

linha do tempo 1985.jpg
linha do tempo 1988 1.jpg
linha do tempo 1988 2.jpg
linha do tempo 1988 3.jpg
linha do tempo 1990.jpg
linha do tempo 1991.jpg
like facebook.png
linha do tempo 1998.JPG